Avaliação 360 graus

Avaliação 360 graus: passo a passo de como fazer

Manter uma gestão de pessoas estratégica é a chave para o sucesso dos profissionais em uma empresa. Para isso, existem diversas ferramentas de gestão que podem ser utilizadas visando a melhoria contínua dos processos e também da atuação dos colaboradores. A avaliação 360 graus é uma delas, você sabe como funciona?

O que é avaliação 360 graus?

A avaliação 360 graus também é conhecida como Feedback 360 graus, Feedback com múltiplas fontes e Avaliação Multivisão. Ela é conhecida dessas formas por conta de ser uma avaliação que proporciona uma visão completa do profissional avaliado.

Essa visão só é possível de ser alcançada porque a análise é feita com base em variadas fontes. Isso quer dizer que o colaborador avaliado é analisado pelos subordinados (caso existam), por seus superiores, pelos colegas de trabalho e até mesmo pelos clientes, tanto os internos quanto os externos. Além disso, o próprio profissional também tem a chance de se auto avaliar.

Com a avaliação 360 graus, é possível chegar a um resultado que mostra não só os pontos fortes do avaliado, mas também os pontos de melhoria. Apesar de os resultados serem confidenciais, ao final da avaliação o profissional recebe um Feedback que expõe todos esses pontos.

Caso haja a necessidade, é possível subdividir a avaliação em avaliação de desempenho 360º e avaliação de competências 360º. Neste, as competências organizacionais e técnicas são avaliadas, naquele, o desempenho e os resultados que o colaborador traz é que são os alvos da avaliação.

O que é avaliado?

Que as competências e o desempenho dos colaboradores são analisados na avaliação 360 graus você já sabe, mas qual é o foco principal a ser avaliado? Vamos explicar aqui.

Se o objetivo da avaliação é melhorar o desempenho do colaborador, é preciso avaliar qualitativamente alguns quesitos que façam sentido para isso. Sendo assim, alguns dos principais focos da avaliação são a proatividade, a liderança, a flexibilidade, capacidade de relacionamento no trabalho, organização, colaboratividade, produtividade, comprometimento, disponibilidade e conhecimentos técnicos da área.

Para avaliar esses pontos, basta criar um questionário para entregar aos avaliadores. Esse questionário precisa ter perguntas que possibilitem respostas o mais qualitativas possível. Isso quer dizer que não basta dar uma nota para determinado assunto, é preciso também dizer o motivo e até sugerir maneiras de como melhorar.

Avaliação 360 graus x 180 graus x 90 graus

Avaliação 360 graus, Avaliação 180 graus, Avaliação 90 graus. Você já ouviu falar nesses 3 tipos de avaliação? Apesar dos nomes parecidos, alguns pontos diferem essas ferramentas de gestão.

A avaliação 360º, como você já sabe, visa entregar um Feedback completo para o profissional, com base em análises e perspectivas de todas as pessoas envolvidas com ele de alguma forma. Já as avaliações 180º e 90º não são tão completas assim.

Na avaliação 180º, o colaborador é avaliado por seus gestores ou seus superiores, por seus subordinados e por si mesmo. A diferença desta para a avaliação 360 graus, é que os clientes não estão inclusos como avaliadores. Já na avaliação 90 graus, os únicos avaliadores são o próprio profissional e seus superiores, ficando de fora os subordinados e também os clientes.

 

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: