Entenda qual é o papel do RH em momentos de crise

Pandemia, isolamento social, estado de calamidade pública, crise econômica… Nos últimos meses estamos vivendo muitas situações as quais nunca imaginaríamos e é completamente normal que as empresas não saibam exatamente como lidar com tantos problemas. Por isso, o papel do RH nesse momento é mais importante do que nunca!

Em decorrência de todas essas situações, o RH precisa tomar frente e agir com o intuito de manter os colaboradores motivados e tranquilos em relação aos seus trabalhos para que a empresa continue faturando e não se prejudique com a crise.

Mas afinal, como fazer isso em um momento tão delicado quanto esse? É justamente sobre isso que vamos tratar nesse post!

A importância do RH estratégico

O RH estratégico é algo que já vem sendo discutido há muito tempo, antes mesmo de nos depararmos com a pandemia do COVID-19. Porém, após o surgimento da pandemia ficou muito claro qual é a real importância de contar com um setor de Recursos Humanos que trabalha estrategicamente.

Questões como engajamento, clima organizacional, produtividade, comunicação interna eficaz e gestão de projetos passaram a ser algumas das pautas principais entre os gestores e os profissionais de RH. Portanto, se tornou mais do que fundamental que o setor cumpra o papel do RH da forma mais estratégica possível e tome as decisões de forma coerente para que os profissionais continuem trabalhando a todo vapor.

Sendo assim, mesmo que a empresa já esteja acostumada a lidar com os colaboradores de forma a mantê-los engajados e trabalhando conforme a cultura da empresa, é preciso reforçar ainda mais esse lado nos momentos de crise. Essa necessidade se dá para que a empresa consiga reter talentos, manter a produtividade e manter também, a receita da organização.

O papel do RH na crise

Durante a crise, além de reforçar o lado estratégico do setor, o papel do RH é atuar com uma boa gestão de crise. Ou seja, ele precisa agir diretamente no problema para conseguir tomar todas as medidas capazes de amenizar os danos que a empresa pode sofrer.

Antes de continuar a leitura, caso você não saiba o que é a gestão de crise, dê uma olhada nesse conteúdo em que explicamos:

https://blog.lugarh.com.br/como-evitar-e-evitar-problemas-com-a-gestao-de-crise/

No caso específico da crise causada por conta da pandemia do novo coronavírus, o papel do RH é:

Tranquilizar os colaboradores

Desenvolver estratégias para tranquilizar os colaboradores. Afinal, o momento de crise pode ser assustador e trazer um turbilhão de pensamentos e dúvidas na mente dos colaboradores. Para isso é necessário ser transparente e comunicar as decisões com franqueza e responsabilidade.

Ou seja, deixe claro o que acontecerá com seus empregos, forma de trabalho, salário, entres outras informações importantes. Apesar da transparência, é preciso também, ter cuidado com as palavras usadas e com quais informações são realmente necessárias de serem passadas e quais não são.

Reforçar a cultura organizacional

Com possíveis demissões, afastamentos ou até mesmo com a possibilidade de trabalho remoto, é preciso reforçar a cultura organizacional para que os colaboradores se mantenham alinhados às expectativas da empresa e vice-versa. Existem algumas medidas que podem ajudar com isso, como por exemplo, dar feedbacks constantes aos colaboradores

Aderir ao Home Office

O Home Office é uma medida muito válida para o momento de crise que estamos passando. Então, pode fazer parte do papel do RH implementar o trabalho remoto neste período. Além de gerar economias para a empresa, essa medida auxilia no isolamento social, mantendo os colaboradores saudáveis física e psicologicamente.

Para facilitar a vida das empresas, o Governo estabeleceu a Medida Provisória nº 927 de 22 de março de 2020. Nela, a implementação do teletrabalho é desburocratizada.

Agora que você já entendeu o papel do RH nos momentos de crise, que tal entender melhor a MP 927/2020?

https://blog.lugarh.com.br/coronavirus-medidas-trabalhistas-para-a-preservacao-do-emprego/

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email:

admissão