one on one

One on one: como aplicar na gestão de pessoas?

Você já ouviu falar em one on one? Essa é uma técnica muito usada em gestão de pessoas por diversos motivos. Suas maiores vantagens vêm por conta de ser uma ferramenta de gestão simples de ser aplicada e que traz resultados surpreendentes.

Se você trabalha com gestão de pessoas e times e não sabe como aplicar a one on one, continue por aqui para conhecer as melhores práticas e saber exatamente como conseguir resultados com essa tática de gestão.

O que é one on one?

One on One nada mais é do que uma reunião que acontece entre o gestor e o profissional gerido por ele. Como próprio nome já diz, essa reunião deve ser feita de um para um. Ou seja, deve ser uma conversa somente entre essas duas pessoas.

O objetivo do 1:1 é melhorar a comunicação e manter o fluxo de troca de informações entre todos. Como resultado, os colaboradores se sentem mais valorizados e motivados por terem a oportunidade de receber e passar seus feedbacks, e o alinhamento de trabalho se torna algo muito mais fluido.

Sabendo disso, entendemos que a one on one é uma reunião que todo gestor deve fazer com seus liderados visando melhorar a cultura organizacional da empresa e claro, aumentar a produtividade dos profissionais e a qualidade do trabalho.

onboarding

Como aplicar a one on one?

Você já sabe o que é uma one on one, mas deve estar se perguntando como colocar em prática. Se essa for sua dúvida não se preocupe, vamos responder isso agora mesmo!

Antes de mais nada, você precisa entender que não existe um roteiro pré definido para fazer uma reunião desse tipo. Por ser uma conversa entre duas pessoas, o tema e os assuntos abordados podem ser completamente diferentes para cada um.

Sendo assim, o primeiro passa para fazer uma 1:1 é conhecer o c colaborador com quem você vai falar, o nível do cargo que ele ocupa e entender suas necessidades profissionais. Tendo essas respostas em mão, pense na reunião como algo prático.

Tenha um planejamento

Como qualquer outra atividade a ser desenvolvida na empresa, uma reunião one on one precisa ser planejada antes de acontecer. Os participantes precisam saber exatamente quais pontos serão abordados para que haja engajamento e fluidez na conversa, evitando que a 1:1 seja improdutiva.

É importante lembrar que o liderado geralmente é quem deve trazer a pauta da conversa. Afinal de contas a reunião deve ter o foco no colaborador e deve dar liberdade para que ele exponha suas intenções e opiniões sobre a organização.

Mantenha uma frequência

Depois de analisar a necessidade, defina uma frequência para que as reuniões aconteçam. Pode ser que para certos profissionais a periodicidade seja semanal, para outros quinzenal e ainda, que para outros seja mensal. Ter uma data pré-estabelecida evita que a one on one seja esquecida e aumenta o engajamento dos profissionais.

A necessidade da frequência com certeza irá variar, mas é importante que as reuniões nunca ultrapassem o intervalo de um mês. Pois esse período é longo e alinhamentos que aconteceram um mês atrás podem perder a validade.

Não se limite à questões profissionais

Um dos maiores focos da reunião one on one é o desenvolvimento do profissional, que traz como consequência, desenvolvimento para a empresa. Portanto, se o colaborador desejar falar sobre questões pessoais na reunião, o tema deve ser muito bem vindo.

Mas é claro que você precisa abordar as questões pessoais sempre pensando em como isso pode afetar o desenvolvimento e desempenho desse funcionário na organização.

Crie planos de ação

De nada adianta abordar temas produtivos e fazer uma reunião super fluida se, ao final, nenhum plano de ação for traçado. Então, analise tudo o que foi conversado e desenvolva um plano para que os problemas sejam resolvidos e que as metas discutidas sejam atingidas.

Dessa forma, o profissional sente que a one on one foi produtiva e que traz resultados práticos para seu desenvolvimento e carreira.

Como você já sabe, não existe regra ou roteiro para a 1:1, mas tente manejar e dividir o tempo (geralmente cerca de 30 minutos) entre a abertura da reunião, um breve alinhamento do que foi conversado na one on one anterior e deveria ser retomado nesta, a conversa sobre o tema principal já estabelecido, o desenvolvimento do plano de ação e por fim, o encerramento da reunião.

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: