Saiba como calcular horas trabalhadas dos funcionários

Saiba como calcular horas trabalhadas dos funcionários

Calcular horas trabalhadas é a tarefa mais complexa dos profissionais de Rh. Além de envolver números e raciocínio lógico a folha de pagamento comanda e representa os dados da jornada de trabalho do colaborador da empresa. 

Um erro por falta de atenção ou um número equivocado pode arruinar todo o trabalho de cálculo e trazer vários prejuízos para a corporação, além do retrabalho. Essa é uma dúvida recorrente na área, por isso, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre como calcular horas trabalhadas dos seus funcionários. Continue a leitura do artigo! 

Jornada de trabalho 

A jornada de trabalho é o tempo que o funcionário fica à disposição da empresa. De acordo com a Constituição, o limite máximo para a jornada de trabalho é de 8 horas diárias e 44 horas semanais. Ou seja, o trabalhador poderá exercer sua função durante 6 a 8 horas por dia, ou menos, dependendo do acordo firmado entre as partes. Caso exceda essas horas trabalhadas, antes ou depois do expediente, finais de semana ou feriados passam a valer como horas extras. 

Horas extras

De acordo com a legislação trabalhista brasileira os colaboradores podem fazer até duas horas a mais de trabalho por dia mediante acordo individual, convenção ou acordo coletivo. Essas horas a mais na jornada devem ser pagas com adicional de pelo menos 50% do valor da hora normal ou compensadas através de banco de horas. 

Como calcular horas trabalhadas?

Agora vamos ao raciocínio lógico. Você vai precisar de papel, caneta, estar afiado(a) na matemática e prestar bastante atenção. 

Para calcular horas trabalhadas dos seus funcionários com jornadas regulares, você precisa saber a carga horária de trabalho semanal dos seus colaboradores e o valor da remuneração. Sabendo disso, pode-se calcular essas horas considerando um mês composto por 5 semanas. 

Por exemplo, se a jornada de trabalho na sua empresa é de 44 horas semanais, de segunda a sábado, com até 8 horas diárias, temos como resultado um total de 220 horas por mês. (44 horas por semana x 5 semanas por mês = 22 horas mensais) 

Supondo que o salário do funcionário seja de R$2.000,00, dividindo esse valor por 220 horas de trabalho temos o valor da hora trabalhada sendo R$9,09. 

Para funcionários que têm a jornada equivalente a 36 horas semanais, o divisor da remuneração será 180. (36 horas por semana x 5 semanas por mês = 180 horas mensais). Divida o salário por 180 para obter o valor da hora trabalhada. Por exemplo, um salário de R$1.500,00, a hora valerá R$8,33.  

Com a prática o cálculo fica mais fácil de ser realizado e você verá que não é tão difícil quanto parece. 

Aos sábados e feriados o cálculo muda? 

Aos sábados as horas são calculadas como um dia útil. Será 50% em cima da hora extra do colaborador. Por exemplo: você pega o valor da hora comum e multiplica pelo valor de 50%. Se a hora do trabalhador valer R$9,00, 50% em cima desse valor dá R$4,50. Hora extra = R$9,00 + R$4,50 = R$13,50.

E como acrescentar isso ao salário do colaborador? Supondo que ele tenha feito 10 horas extras nos sábados, o cálculo fica: 

Horas trabalhadas x valor da hora extra = 10 x R$13,50 = R$135,00.  Sendo, salário final + R$135,00. 

Quando o colaborador precisa trabalhar nos feriados, o cálculo das horas extras será de no mínimo 100% em cima da hora trabalhada. Isso está previso pela Lei de Repouso Semanal Remunerado 605/49. Ainda conforme a lei, o funcionário deve receber remuneração em dobro ou ganhar um dia de folga em troca. 

Viu só como não é tão difícil calcular horas trabalhadas dos seus funcionários. Obviamente requer mais atenção e cuidado, mas seguindo as nossas dicas acima você tira de letra. 

Por hoje é só, mas se você gostou desse conteúdo e quer mais informações sobre admissão digital e tendências de RH,  assine a nossa newsletter e entre no nosso canal do Telegram: Eu Amo RH!

Até o próximo artigo! 💙 

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: