Você sabe o que é recrutamento misto Entenda a técnica

Você sabe o que é recrutamento misto? Entenda a técnica

A entrevista de emprego pode ser a fase decisiva para alguns candidatos, mas o trabalho do RH vai muito além. E arriscar em mudanças que trarão resultados pode ser fundamental para o sucesso da escolha. Hoje, vamos falar sobre recrutamento misto. Você sabe o que é?

Essa metodologia tem se destacado e une as vantagens do recrutamento externo e interno. Neste post abordaremos informações importantes sobre o tema. Então, se você tem alguma dúvida, continue a leitura!

O que é recrutamento misto?

Primeiramente, podemos afirmar que o processo de recrutamento misto é um dos mais efetivos, pois, como citado acima, reúne as vantagens do interno com o externo. Essa modalidade de recrutamento não exclui nenhum interessado na vaga, nem os candidatos externos muito menos os colaboradores já atuantes na empresa. Ou seja, o processo é aberto para quem já trabalha na organização e para quem quer trabalhar e tem interesse na mesma vaga.

O recrutamento misto desenvolve uma concorrência mais equilibrada, visto que todos os participantes são avaliados da mesma maneira com os mesmo critérios. Além disso, esse tipo de recrutamento é caracterizado no esquema de cotas. Os candidatos externos raramente sabem que o público interno participará, já os candidatos internos podem estar cientes da ação.

Quais as vantagens do recrutamento misto?

Além de ser uma das modalidades de recrutamento mais eficaz, separamos algumas outras vantagens para se aplicar a técnica na sua empresa. Confira:

  • Oportunidade de crescimento profissional

Os candidatos internos se sentem valorizados e motivados a concorrerem a nova vaga. Isso contribui para que eles trabalharem dedicados e com força de vontade de assumir novas responsabilidades. A empresa ganha muito com isso e o candidato se sente no dever de buscar mais conhecimentos.

  • Proatividade

A zona de conforto é posta de lado, pois candidatos internos darão o melhor de si pela oportunidade e isso acarretará grandes resultados a empresa.

  • Economia

A busca por novos funcionários se dá em mais lugares, isso faz ser mais rápido, por isso, mais econômico. Mas, cabe ao profissional de RH perceber quando e em qual situação o recrutamento misto vale a pena.

Como fazer um recrutamento misto?

Há três maneiras de se aplicar o recrutamento misto. São elas:

  1. O RH divulga a vaga primeiro para o público externo, depois para o interno. Sendo assim, caso não encontre o profissional ideal para a vaga, o processo se reinicia, mas agora, para os candidatos internos, ou seja, para os profissionais que já trabalham na empresa e querem mudar de cargo.
  2. O recrutamento se inicia pelo público interno e depois para o externo. Dessa forma, a empresa dá prioridade para os funcionários já atuantes na organização. Essa prática deixa os colaboradores mais motivados e interfere diretamente nos resultados da empresa.
  3. Recrutamento interno e externo em simultâneo. Ou seja, a vaga é aberta para o público interno e externo na mesma hora. Vale ressaltar que essa modalidade aumenta as opções de candidatos em busca da vaga, por isso, pode comprometer outras atividades do setor. Vale a pena medir os prós e contras.

Como citamos, essa forma traz diversos benefícios a empresa e pode ser uma ótima chance de valorizar um talento interno ou trazer novas ideias para a corporação. Cabe o RH entender a necessidade da empresa e aplicar o recrutamento correto.

Por hoje é só, mas se você gostou desse conteúdo e quer mais informações sobre admissão digital e tendências de RH,  assine a nossa newsletter e entre no nosso canal do Telegram: Eu Amo RH!

Até o próximo artigo! 💙

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: