A importância da inovação em tempos de pandemia

A importância da inovação em tempos de pandemia

No contexto empresarial, buscar pela inovação sempre foi muito importante. Porém, com a chegada da pandemia, o que era importante se tornou imprescindível para que as empresas possam sobreviver à crise econômica. Afinal, todos os setores estão procurando por saídas para lidar da melhor forma possível com a situação.

Sendo assim, é preciso pensar sobre qual é a real importância de inovar neste momento, o que deve ser feito e por onde começar. Para te ajudar a chegar à uma conclusão, trouxemos algumas dicas para você! Veja a seguir.

O que é inovação?

Inovação é explorar novas ideias e obter sucesso com elas. Quando falamos de inovar no âmbito empresarial, o sucesso significa atingir o objetivo e as metas pré estabelecidos. Por exemplo, se seu objetivo é aumentar o faturamento, aumentar a margem de lucro ou até mesmo expandir o mercado, sua ideia é considerada bem sucedida se você conseguir atingir essas metas com ela.

É importante deixar claro que as melhorias contínuas em processos e produtos também podem trazer resultados como esses que citamos acima. Porém, isso não significa que elas são ideias inovadoras. Afinal, para que uma ideia seja considerada inovação, ela precisa causar um impacto significativo, além de criar vantagens competitivas para a empresa a médio ou longo prazo.

Existem alguns tipos diferentes de inovação e, para conhecermos, podemos classificá-los em diferentes formas. Por exemplo, se formos falar em relação ao objeto focal, temos os seguintes tipos:

  • Inovação de produto: novas ideias relacionadas ao produto em si;
  • inovação de processo: mudanças nos processos, geralmente aumentando a produtividade;
  • de modelo de negócio: inova a forma como o produto ou o serviço é oferecido ao mercado.

Por outro lado, quanto classificamos os tipos de acordo com o impacto causado, temos:

  • Inovação incremental: são pequenas melhorias nos produtos ou em linhas de produtos;
  • inovação radical: mudanças drásticas na forma que determinado produto é consumido.

Lembrando que inovar não é um processo solitário e, muito menos, é fruto do acaso. Pelo contrário, para alcançar uma ideia bem sucedida é preciso muito esforço e muitas mentes envolvidas.

Por que inovar na pandemia?

Durante a pandemia estamos vivendo uma crise econômica que está afetando muitas empresas não só no Brasil, mas no mundo inteiro. Portanto, nunca foi tão importante se reinventar para se destacar no mercado. Apesar de sempre ter sido importante fazer isso para que a empresa sobrevivesse, esse momento pede mais dedicação ainda.

Boas ideias podem agregar grande valor às empresas e aos seus produtos ou serviços, fazendo com que ela tenha um diferencial que chama atenção dos consumidores. É isso que gera o destaque e faz com que o empreendimento não apenas sobreviva na crise, mas consiga lucrar ainda mais.

Enfim, a inovação na pandemia é essencial para que o empreendimento possa criar mais vantagens competitivas em relação aos concorrentes e, assim, não seja tão afetado com a crise econômica que o país inteiro está enfrentando. Dessa forma, medidas drásticas como demissão de colaboradores ou redução de jornada, por exemplo, são evitadas.

Por onde começar a inovação?

Para fazer um processo de inovação não tem fórmula secreta, mas se você seguir os passos que vamos passar, com certeza já será um bom caminho. Confira:

 

  1. Encontre uma oportunidade, geralmente demonstrada por problemas.

     

  2. Crie uma solução para esse problema em questão.

     

  3. Construa um protótipo da inovação para testar com clientes reais.

     

  4. Se o protótipo der certo, consiga recursos e implemente para valer a sua ideia.

     

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: