Liderança humanizada: vantagens e como desenvolver

Liderança humanizada: vantagens e como desenvolver

Por muito tempo, foi perpetuado no mercado de trabalho a opinião de que temos uma vida profissional e uma vida pessoal, e que ambas não devem se misturar. Que quando chegamos no trabalho, devemos desligar nossos problemas pessoais e se concentrar no nosso dever. Mas, ainda bem, hoje as coisas são diferentes. Um exemplo dessa mudança é a liderança humanizada. 

A liderança humanizada é quando um gestor tem a capacidade de gerir sua equipe a partir de uma visão mais humana e empática. Ninguém nasce com essa habilidade — ela é uma soft skill, que vai sendo desenvolvida ao longo de falhas, melhorias e aprendizados. 

Essa forma de liderar tem crescido muito desde o início da pandemia. Como foi dito no início do texto, muitos viam a vida do trabalho e a vida pessoal como dois lugares diferentes. Mas quando grande parte dos profissionais tiveram que colocar seus escritórios dentro de casa, com filhos, deveres, limpeza, pandemia e muitos outros sentimentos, foi bem difícil discutir essa separação, que na verdade, nunca existiu. 

A seguir, contamos sobre as vantagens de ter a liderança humanizada na sua empresa e também como desenvolvê-la. 

Vantagens da liderança humanizada

Um gestor que desenvolve a liderança humanizada junto a sua equipe tende a trazer diversos efeitos positivos que refletem em toda a organização. São eles: 

  • Aumento na produtividade: quando o colaborador se sente seguro e confortável no ambiente de trabalho ele tende a produzir mais e com mais qualidade; 
  • Bom clima organizacional: com boas condições de trabalho, os níveis de estresse são menores e o clima na organização fica saudável;
  • Maiores lucros: com a equipe produzindo mais, os lucros também tendem a aumentar;
  • Menor rotatividade de talentos: um lugar bom (de verdade) para se trabalhar também tende a manter uma menor rotatividade de seus funcionários, retendo os talentos para si;
  • Marca empregadora/Employer Branding: os funcionários falam e, quando a empresa se esforça em capacitar líderes humanos, os funcionários vão falar bem. Assim, a liderança humanizada ajuda a construir uma cultura interna forte e a ter colaboradores que falam bem da empresa para outros, estabelecendo uma marca empregadora.

Como desenvolver a liderança humanizada

Muito mais do que fazer um curso para se capacitar na liderança humanizada, é preciso rever as atitudes como líder. Veja a seguir algumas questões que influenciam na hora de desenvolver a liderança humanizada:

Pratique o autoconhecimento [T3]

Quando você se conhece melhor, passa a entender quais são seus pontos fortes e fracos, e como lidar com eles da melhor forma. Ao mesmo tempo que você tem mais controle da situação, você também entende que nem tudo é controlável e que precisa viver com isso. 

Uma boa forma de se autoconhecer é fazendo terapia. Essa é só uma das vantagens de realizar uma sessão com psicólogo (a), que com certeza irá contribuir muito além na sua jornada para ser um gestor melhor.

Incentive a troca de feedbacks e a integração [T3]

Levar feedbacks para sua equipe é essencial, principalmente individualmente. Com isso eles irão entender como estão se desenvolvendo, como a empresa está enxergando seu trabalho e como podem melhorar seu desempenho. Mas, é importante incentivar também o contrário: o que o colaborador tem a dizer da gestão, do gestor, da equipe e da organização como um todo. 

Incentivar a troca de feedbacks cria um ambiente confortável, em que o colaborador se sente ouvido e com uma opinião valorizada. Além disso, ele pode trazer insights importantes que contribuam para a melhor performance da equipe e da empresa.

Além disso, a integração também é super importante! Os colaboradores se conhecem, trocam ideias e ficam mais próximos, o que melhora o clima organizacional. Mesmo em tempos de pandemia e home office, vale separar aquela pequena verba para um voucher para delivery em um happy hour online.

Conheça sua equipe [T3]

Um líder humano coloca em prioridade conhecer sua equipe. E para isso, é preciso demonstrar que se importa de verdade com eles. Conhecer os pontos fracos da equipe é tão importante quanto os fortes, além de saber como lidar e abordá-los. 

Seja acessível para quando eles quiserem conversar ou se abrir com você sobre algo do trabalho. Não quer dizer que você não precise impor limites, caso você não queira se envolver, mas use sempre a simpatia para lidar com sua equipe.

Tenha empatia [T3]

Empatia é a capacidade que alguém tem de se colocar no lugar do outro e entendê-lo. Mesmo que você, na mesma situação, tomasse uma situação diferente, a empatia é justamente entender que as pessoas tomam decisões diferentes em cada situação. E está tudo bem! 

É essencial colocar a empatia em jogo para ser um líder empático. Você nunca terá uma equipe com pessoas iguais em aparência, personalidade, entre outras características. Por isso, é preciso entender as diferenças e as ações de cada um.

— 

E aí, vai colocar a liderança humanizada em pauta no seu trabalho? Conta pra gente nos comentários! Para saber mais dicas, ações, cursos e outros conteúdos que ajudam a otimizar o seu RH e fazê-lo chegar mais longe, fique atento nos nossos canais! Sempre temos webinars e conteúdos gratuitos para vocês. Assine nossa newsletter e entre em nosso canal do Telegram: Eu Amo RH

Até o próximo artigo! <3 

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email:

admissão