tudo que você precisa saber sobre- empregabilidade

Tudo sobre empregabilidade e sua importância

Estar em constante aprendizado e buscar o aperfeiçoamento profissional é o que destaca um profissional do outro. Afinal, para as empresas quanto mais o colaborador se mostrar interessado em aprender, mais vantajoso é para o negócio. E montar um time de funcionários dispostos a se destacarem no mercado de trabalho é o sonho para qualquer empreendedor. Essa busca por desenvolvimento profissional se chama empregabilidade.

Neste artigo falaremo sobre empregabilidade e sua importância, e como o RH tem papel fundamental na atração e retenção desses profissionais. Se ficou interessado(a), continue a leitura.

O que é empregabilidade?

Como citado no início do texto, a empregabilidade é caracterizada pela constante vontade do profissional de aprimorar suas habilidades, com objetivo de se tornar apto a atender as demandas do mercado. Ou seja, esse indivíduo está sempre em busca de aprendizado.

Além do desejo de se manter em evolução, o profissional também se dispõe a se adaptar às mudanças do mercado, se mantêm atualizado quanto as tendências do segmento em que atua e procura conhecer novas tecnologias.

Certamente, quando o RH abre um processo seletivo e se depara com um desses profissionais em busca de uma vaga de emprego, logo chama atenção. Pois, o aperfeiçoamento profissional difere um colaborador do outro, e cabe ao RH saber atrair e reter esse talento.

Quais são as características necessárias para manter a empregabilidade?

Não é novidade para ninguém que há uma fila enorme de profissionais em busca de uma vaga de emprego, e que a situação se agravou com a chegada da pandemia, porém, a falta de capacitação por parte dos colaboradores é fator primordial para manter a empregabilidade. Visto que as empresas tem buscado cada vez mais profissionais com formação, experiência e boa reputação no mercado.

Fatores como formação acadêmica, experiência no mercado, competências gerais e específicas, perfil profissional e redes de relacionamento são itens fundamentais para o destaque de uma  concorrência de vaga.

Por outro lado, alguns aspectos também ganham destaque e aumentam a empregabilidade. São eles:

  1. Afinidade com o cargo 

Valorizar o esforço e a dedicação do profissional faz com que ele se sinta motivado a aprimorar suas habilidades e entregue resultados cada vez mais satisfatórios. Sendo assim, é indispensável observar se o colaborador possui afinidade com o cargo e com as tarefas executadas.

2. Saúde física e mental 

Colaborador saudável trabalha com mais disposição, aumentam a produtividade e têm mais engajamento com a equipe. Por isso, saúde física e mental são fatores que contribuem muito com a empregabilidade de uma pessoa.

3. Habilidades e competências 

Todas as empresas querem um funcionário atualizado, pois reconhecem ser um profissional disputado no mercado, com bom desenvolvimento no seu segmento. E engana-se quem pensa que investir e incentivar que os seus colaboradores estejam em constante aprendizado é prejuízo. Pelo contrário, investir em ações de aperfeiçoamento de habilidades é reduzir a taxa de turnover e montar uma equipe capacitada, pronta para acompanhar o crecimento da empresa.

4. Ética profissional 

Esse item é óbvio. Funcionário com uma reputação ruim no mercado e que não transmite segurança deve ficar longe do seu negócio. Para isso é interessante verificar no mercado referências desse profissional e aplicar testes de conduta ainda no processo seletivo.

5. Boa relação entre os colegas de trabalho

Ter uma equipe engajada e colegas de trabalho com bom relacionamento é indispensável para a produtividade e qualidade dos serviços da empresa. Por isso, é indispensável que o colaborador se de bem com os outros membros da equipe da empresa.

Como estimular a empregabilidade?

Não podemos depositar todas as expectativas no RH, durante o processo de recrutamento e seleção, esperando que encontre o profissional com empregabilidade. Na verdade, a empresa deve encontrá-lo, mas também investir nele. Ou seja, disponibilizar recursos que permitam que esse processo de aprendizado tenha continuidade. E para identificá-lo, deve-se observar 3 variáveis, como:

  • Perfil do candidato;
  • Perfil dos demais concorrentes;
  • Quantidade de vagas em aberto.

Pode parecer repetitivo, mas incentivar e investir nos colaboradores é vantajoso para o negócio de forma geral. Esperamos ter esclarecido possíveis duvidas sobre empregabilidade e a sua importância.

Por hoje é só, mas se você gostou desse conteúdo e quer mais informações sobre admissão digital e tendências de RH,  assine a nossa newsletter e entre no nosso canal do Telegram: Eu Amo RH!

Até o próximo artigo! 💙

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: