Teste de atenção concentrada: entenda a importância da aplicação

Teste de atenção concentrada: entenda a importância da aplicação

Durante todo o processo de recrutamento e seleção são feitos diversos testes para saber se o candidato é o ideal para preencher a vaga disponível. Por isso, o RH precisa estar preparado para conduzir essas etapas e garantir um resultado assertivo, evitando prejuízos para a empresa. Uma forma de analisar as habilidades desses profissionais é aplicar o Teste de Atenção concentrada (AC), que avalia o comportamento do candidato em certas situações.

Está conduzindo um processo seletivo e ficou interessado em saber mais sobre o AC? Então continue a leitura deste artigo, iremos abordar tudo o que você precisa saber sobre o exame. Boa leitura!

O que é Teste de Atenção concentrada?

O Teste de Atenção concentrada é um método feito para analisar a concentração do profissional quando se está em situações sob pressão. Ou seja, o objetivo é medir a capacidade do candidato, em um determinado período, de se manter concentrado. Além disso, o avaliador também consegue medir sua personalidade e os traços cognitivos chegando a conclusão do melhor perfil para preencher a vaga.

Entretanto, esse teste deve ser aplicado exclusivamente por um psicólogo de modo a garantir a sua eficácia. Por isso, é determinante que o RH disponha de um profissional formado em psicologia.

Como é aplicado o Teste de Atenção concentrada?

Como citado acima, o teste é aplicado para descobrir o nível de concentração do candidato e o comportamento, mas, além disso, ele pode mostrar se o profissional tem paciência e auto controle para lidar com imprevistos e se se comunica bem com a equipe. Em alguns casos, se a vaga exigir, o exame pode demonstrar se o candidato é detalhista e tem raciocínio lógico.

O teste é feito da seguinte maneira:

  • O candidato recebe uma folha com diferentes formas geométricas desenhadas. Ao observar o desenho, o candidato precisa encontrar (quantas vezes conseguir) uma sequência passada para ele.

Vale ressaltar que o exame precisa ser aplicado em um ambiente adequado, tranquilo e arejado.

1. Defina se o teste será feito de forma individual ou em grupo

Assim que estabelecido se a dinâmica será realizada de forma individual ou em grupo, fica mais fácil escolher o ambiente para a aplicação. Após isso, o recrutador precisa definir quais características quer considerar avaliar, isso vai depender das exigências da vaga. Escolher um local apropriado é essencial para a realização do teste, pois se feito em grupo é necessário um espaço maior, que comporte de forma confortável todos os envolvidos.

2. Explique o que o candidato deve fazer

Elimine qualquer dúvida que o profissional tiver. A explicação, mesmo para os candidatos que já tenham realizado o exame, é fundamental para uma boa performance.

3. Una os resultados do AC com outros testes 

Além do Teste de Atenção concentrada, podem ser aplicados outros exames, por exemplo: teste polográfico, escala beck, teste quati, de habilidade social e raciocínio lógico.

Ao longo de todo o processo seletivo são feitos vários testes com o candidato, por isso nossa dica é reunir todos os resultados e observações, inclusive o do AC. Lembrando que é importante esclarecer ao profissional o objetivo de cada teste realizado e como cada um influencia no resultado final. Sendo assim, reforçamos que o RH precisa saber quais caraterísticas se procura no colaborador para a ocupação da vaga, logo, com essas informações fica mais fácil fazer a análise dos resultados de cada candidato.

Observe os fatores como:

Tempo de teste

Analisar o tempo que o profissional levou para executar o teste não tem relação com quem terminou e o entregou primeiro. Deve ser analisado o desempenho do candidato, quando uma das características buscada for a agilidade.

Resultados alcançados 

Certamente o resultado do Teste de Atenção concentrada soma com os resultados de outras etapas do processo seletivo. A aprovação do candidato se dá ao unir todos os resultados alcançados e observar a trajetória do profissional.

Em resumo, o AC se torna peça fundamental e complementar no processo seletivo, visto que além de analisar a concentração do candidato fatores como, perfil, capacidade de trabalhar em equipe e o comportamento do profissional são fundamentais para determinar a escolha do colaborador.

Por hoje é só, mas se você gostou desse conteúdo e quer mais informações sobre admissão digital e tendências de RH,  assine a nossa newsletter e entre no nosso canal do Telegram: Eu Amo RH!

Até o próximo artigo! 💙

 

 

 

Também podem te interessar

Receba novos conteúdos
no seu email: